3 Erros que todo programador php tem que evitar na vida profissional

Vou mostrar os 3 erros que todo programador php tem que evitar na vida profissional

Em toda profissão existem coisas a serem evitadas, vou mostrar aqui os 3 erros que todo programador php tem que evitar na sua carreira profissional e tomar uma atitude proativa caso se identifique com uma destas falhas que será vistas em seguida.

Cada vez mais a tecnologia evolui numa progressão geométrica fazendo com que este profissional esteja sempre atento para mudanças e atualizações. Não é de se  assustar vermos constantemente jovens que saem da faculdade da área de TI, porém não tem uma direção ou mesmo a menor noção de como usar o conhecimento adquirido nos anos de estudos e quase que automaticamente caem em velhos erros e práticas ruins que tende a desvalorizar o seu serviço e percepção no mercado de trabalho.

Da mesma forma, existem programadores que já atuam no mercado há um tempo e hoje se encontram frustrados, mesmo havendo um grande mercado carente de profissionais. A pergunta inevitável que surge é: Por que isso acontece? Por que mesmo com conhecimento de determinada linguagem sua carreira não consegue decolar?

De fato são perguntas intrigantes que fogem da lógica, uma vez que se estou formado ou já trabalho na área há muito tempo o processo natural seria conseguir ter êxito. Mas no mundo real não é tão simples assim, existem vários fatores que justificam esta situação. Aqui vou mostrar para você 3 erros que todo programador php tem que evitar e que fazem você continuar sendo um programador sem sucesso ou se você não tem nenhum conhecimento de programação, mas deseja entrar da maneira correta.

Digitadores de Códigos

programador php - não seja digitador de códigos

O primeiro dos 3 erros que todo programador php tem que evitar é talvez o mais comum a todos, costumo chamar de Digitadores de Códigos. Infelizmente ainda é muito comum vermos cursos e mais cursos que focam única e exclusivamente em ensinar programação de maneira arcaica e ultrapassada, enchem a cabeça de seus alunos de códigos, variáveis, strings, class, mas não ensinam o principal que é resolver problemas.

Este tipo de aluno vira um verdadeiro “escriba digital”, conhece todo e qualquer código, sabe as suas funções, macetes e tantas outras particularidades, porém não conseguem resolver o problema do cliente. Se tornando, na verdade, meros digitadores de códigos. Não conseguem se desenvolver e crescer dentro de sua área de atuação, focam sempre no lugar errado, estão mais preocupados em gerar códigos-fonte enxutos e bonitos, uma verdadeira obra de arte digital, mas no final não tem muita utilidade. Se não resolveu o problema do cliente, de nada valeu todo este trabalho. Simples assim.

Seria mais ou menos você fazer um excelente texto para uma redação em um processo seletivo, seguir todas as normas gramaticais, pontuação correta, linguagem clara e objetiva, mas esquecer um simples detalhe que faz toda a diferença, você escreveu sobre um assunto enquanto a banca pede outro. É mais ou menos isto que acontece diariamente, o cliente pede uma coisa e o programador entrega outra.

Mais importante que sair digitando e decorando códigos, é tentar compreender a dor do cliente e procurar uma formar de resolver seu problema, pois quando se faz isso o cliente fica satisfeito e sua reputação como um bom profissional vai sendo construída aos poucos.

Vale lembrar que resolver o problema do cliente não é necessário reinventar a roda ou mesmo tentar revolucionar o mercado de TI, são medidas simples, não precisa querer ser o próximo Bill Gates ou Steve Jobs. antes de qualquer coisa escute o cliente, porque quando você o escuta vai saber exatamente o que ele precisa e vai ficar mais fácil enxergar a solução.

Um conceito importante que pouca gente presta a atenção é que programador não é aquele que faz programas, fazer um programa hoje é a coisas mais simples que tem você desenvolver lojas virtuais, sites completos, blogs, tudo isso sem saber programar.

O programador é aquele que consegue abstrair um problema e encontrar uma solução lógica para o cliente e para isso utiliza códigos de programação, o cliente geralmente não sabe o que precisa e o programador é aquele que vem com a solução, a digitação de códigos é a última fase do processo.

Se você quer se tornar um programador php completo, mais completo mesmo! um programador php que não seja viciado em copiar e colar os códigos do seu professor, que consiga encontrar suas próprias soluções, que consiga desenvolver seus próprios códigos e acima de tudo que domine a linguagem php, eu tenho uma solução pra você.

Eu fiz um curso de php online chamado PHP Prime e neste curso você vai aprender programar em 04 meses, é exatamente isso, 04 meses, o curso foi todo projetado para que você consiga pensar como programador php e para isso temos vários exercícios, 40 projetos completos onde você será estimulado a encontrar a solução para cada um e ainda tem acesso vitalícios.

Todos os conteúdos que você precisa para se tornar um programador php completo, o curso de php online – PHP Prime tem pra você, assuntos como: Banco de dados, programação orientada a objetos, mvc, lógica de programação, webservice, restfull, etc.

veja o que alguns alunos estão falando:

programador php - depoimento de alunos

Quer Ser um Programador php de verdade ? clique e comece agora mesmo

Programadores Visuais

Programador PHP - Não seja programador de IDE

Partindo para o segundo dos 3 erros que todo programador php tem que evitar é o que chamo de Programadores Visuais. Este é o tipo de programador que só consegue programar se tiver uma ferramenta gráfica, são os dependentes de frameworks, plugins, ides e afins. Não conseguem desenvolver nenhum sistema sem estas ferramentas, são verdadeiros “viciados digitais”, não tem a habilidade de desenvolver seus próprios códigos, ficando totalmente à mercê de terceiros.

O grande problema destes tipos de programadores é que quase sempre não tem um conhecimento profundo da linguagem, não dominam de fato o que estão fazendo e por ficar tanto tempo usando ferramentas gráficas do tipo clicar e arrastar acabam tendo comportamento semelhante de quem nunca estudou programação, mas desenvolvem sites e sistemas do estilo Wix e outros semelhantes.

O risco de trabalhar somente usando framework é que você transfere todo o seu trabalho para terceiros, se por alguma razão a empresa que desenvolve aquela ferramenta  vir a falir ou simplesmente abandonar a continuidade e atualizações, você estará em maus lençóis.

Vale ressaltar aqui que não sou contra os frameworks e plugins, eu mesmo os uso diariamente. O que sou contra é quanto ao uso único e exclusivo deles,  não saber o que de fato acontece por trás, não há um conhecimento mais a fundo e apurado quanto à chamada linguagem baixa. A grande consequência desta maneira de programar é que quando surgem erros, e sempre surgirão, geralmente este programador não sabe solucionar e perde um tempo enorme procurando a solução no Google, ou seja, fica dependendo de um desconhecido e se tiver sorte encontra a solução, caso contrário o cliente vai ficar parado e prejudicado.

Um conselho que dou para você que é “viciado” em frameworks é que procure se aprofundar em uma linguagem específica, tenha domínio dela, conheça suas particularidade, se especialize nela e somente depois procure trabalhar com frameworks. Lembre-se que frameworks são ferramentas que o auxiliam no desenvolvimentos de projetos, saber utilizar estas ferramentas não fazem de você um programador, prova disso que existe uma infinidade de pessoas que utilizam, mas não tem conhecimento de programação e fazem sites, lojas virtuais, blogs e vendem estes serviços.

Seja um programador de verdade, e se não sabe como e nem por onde começar conheça nosso curso de php online – PHP Prime, vamos te ensinar como desenvolver projetos completos sem precisar copiar códigos de terceiros, você aprenderá a habilidade de desenvolver seus próprios códigos. Tome uma atitude e aprenda programar php em 04 meses.

Programador de Modinha

programador php - Não seja programador de modinha

O terceiro e último dos 3 erros que todo programador php tem que evitar é ser o Programador de Modinha. Pela própria nomenclatura já é possível entender quem são estes tipos de programadores, são  aqueles que estão mais preocupados em aprender a linguagem do momento, não se aprofunda em uma linguagem específica, não se especializa, tem conhecimento superficial e vivem mudando, agindo como verdadeiros nômades. A grande consequência desse estilo é que o mercado fica cheio de pseudos-programadores, aqueles que pensam que são, mas na verdade não são, o mercado fica prostituído.

Novamente quem fica no prejuízo é o cliente, pois não tem o seu problema solucionado, gera uma desconfiança em relação a programadores profissionais e uma sensação de frustração.

Como podem perceber, infelizmente a frequência com que estes três tipos de programadores aparecem ainda é bastante recorrente. A maior prova disto é o mercado de trabalho que se encontra carente, que apesar de oferecer muitas vagas estas não são preenchidas por falta de profissionais qualificados.

Esta desqualificação ocorre por diversas razões e uma delas é a instabilidade de programadores que não conseguem se aprofundar em uma linguagem, não se especializam de verdade, ficam migrando de uma linguagem para outra sem nem mesmo ter dominado a anterior. Entenda que quando você estuda de verdade uma linguagem o seu nível de conhecimento aumenta e as possibilidade de crescer aumentam, pois deixa de ser apenas mais um na multidão e passa a ser um programador seguro e que sabe o que faz.

Tomemos um exemplo um programador que trabalha com PHP. Muita gente acha que programar de forma procedural é coisa do passado e que está em desuso, por conta disso já quer estudar direto o PHP orientado a objetos. O resultado é que sente muitas dificuldades e poderiam evitar isso se estudassem primeiro a forma procedural, conhecesse todo o processo aí sim partiria para o PHP orientado a objetos.

Sei que pode parecer estranho, mas lembre-se que programar de forma procedural não é crime e nem é proibido, o resultado final será o mesmo que orientado a objeto, a única diferença é a forma como foi executado o processo. Quando você programa nas duas modalidades tem a vantagem de estar preparado, vai saber o melhor momento de aplicar uma ou outra.

Este exemplo serve para todas as linguagens, não é apenas para programadores PHP. o importante é que você se especialize em uma linguagem primeiro, domine de verdade e semente depois passe a estudar uma segunda linguagem, até porque o processo de aprendizagem será mais simples.

Então, estes são os 3 erros que todo programador php tem que evitar se quiser ser um bom profissional. Não seja apenas mais um na multidão, invista na sua carreira, estude afundo a sua linguagem preferida, desafie-se a ser sempre melhor no que faz e jamais caia no erro de seguir a boiada. Sucesso para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *